bolsa de valores de Cingapura

bolsa de valores de Cingapura quer criar blockchain para acordos mobiliários

A bolsa de valores de Cingapura está trabalhando com a Autoridade Monetária de Cingapura (MAS), o banco central de fato da cidade-estado, para utilizar o blockchain em uma tentativa de melhorar a eficiência dos acordos de valores mobiliários.

A Singapore Exchange (SGX) informou em comunicado  na sexta-feira que a colaboração visa ampliar a capacidade de entrega versus pagamento (DvP) do país para que seja capaz de automatizar as transações através de contratos inteligentes baseados em blockchain. O DvP é um processo de liquidação que garante que os ativos sejam transacionados somente quando os pagamentos correspondentes são recebidos.

A concessão de apoio tecnológico é uma lista de empresas conhecidas como a Nasdaq e a firma de serviços profissionais Deloitte, além da startup de blockchain Anquan, de acordo com o anúncio.

O objetivo é desenvolver uma rede distribuída onde instituições financeiras e investidores possam transacionar títulos convertidos em tokens digitais através de diferentes plataformas blockchain.

Os parceiros disseram que a tecnologia será projetada com base no código-fonte aberto resultante do mais recente desenvolvimento do Projeto Ubin, que a MAS iniciou em 2016, testando as transações interbancárias via tecnologia de contabilidade distribuída.

Um relatório detalhado identificando e examinando as principais considerações sobre o projeto será divulgado em novembro, de acordo com o comunicado.

Tinku Gupta, presidente do projeto e chefe de tecnologia da SGX, disse em um comunicado:

“Essa iniciativa implantará a tecnologia blockchain para vincular de maneira eficiente a transferência de fundos e a transferência de valores mobiliários, eliminando o risco de compradores e vendedores no processo de DvP”.

A SGX não é a única plataforma de negociação de valores mobiliários que está se voltando para blockchain para liquidações de ativos potencialmente mais rápidas.

Atualmente, a Austrália Securities Exchange também está se movendo em direção a um substituto para o seu sistema de liquidação existente construído com a startup de blockchain Digital Asset Holdings, que espera lançar em 2020.

Fonte: www.coindesk.com

Leia também: bolsa de valores de Cingapura quer criar blockchain para acordos mobiliários